Malu,minha razão de viver!

Malu,minha razão de viver!

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Pais nocivos

Nem só de acertos se vive a maternidade. Mas de muitos erros. Nossa como a gente erra!
E as vezes somos até nocivos aos nossos filhos com nossos erros!
Ando me questionando muito a respeito de comportamentos que podem ser nocivos na criação dos filhos. Nossas ações servem como exemplo a eles.
Devemos cuidar as sentenças que proferimos aos nossos filhos, do tipo:" você é um chato! Você é desastrado! Você não consegue aprender nada??" Esse tipo de sentença fica gravado na memória RAM (Registro Automático da Memória) do seu cérebro e acaba determinando quem ele é, porque eles são o que nós dissemos a eles o que são, afinal, são tão pequenos pra saber... Nós os ajudamos a descobrir. E não é com palavras e sentenças negativas que ajudaremos eles a descobrirem quem são.
"Todas as experiências negativas que contêm medo, insegurança, humilhação e rejeição geram imediatamente uma zona de tensão na emoção. Se essas zonas de tensão não forem trabalhadas rapidamente, serão registradas na memória. Desse modo,ficarão disponíveis, e poderemos produzir uma infinidade de pensamentos obsessivos sobre elas. " (Augusto Cury - O Mestre do Amor)
E se você não mudar rapidamente esse comportamento, vai estar gerando uma zona de conflito. Essa memória ficara pra sempre no inconsciente do seu filho, mesmo quando ele não lembrar mais da ofensa. assim acontece conosco, quando alguém nos ofende ou critica. Não é mesmo? A mesma coisa acontece com seu filho que ainda está em fase de formação da personalidade de do seu caráter. O que pode afetá-lo pra sempre.
Ás vezes você acaba dizendo algumas coisas das quais se arrepende amargamente depois. Na hora do cansaço, da irritação, você não pensa muito no que fala, mas o que você fala pode ter consequências que durarão para sempre.
Mas... uma boa notícia, Augusto Cury escreveu neste mesmo livro citado acima que  a memória pode ser mudada através de ações contrárias ás que foram nocivas. Então, nem tudo está perdido, ainda há tempo de reverter a situação. Ainda há tempo de você contribuir para a auto-estima do seu filho, de formar nele boas memórias, boas lembranças. Comece já! Depende de nós o adulto seguro, auto confiante e com boa auto-estima que nossos filhos se tornarão.
"É possível apagar ou deletar a memória? Não! A memória só pode ser reescrita ou reeditada, mas nunca apagada... Portanto, depois de registradas as zonas de tensão , a única coisa a ser feita é reescrever a memória com coragem e determinação." (Augusto Cury)
Podemos reescrever uma nova memória em nossos filhos, com novos comportamentos, com sentenças positivas!
Eu erro, você também erra, mas sempre há tempo de mudar!!
Que Deus nos dê sabedoria nessa missão de educar!!!
Bjinhos,
Ane mamãe da Malu e do João Pedro



14 comentários:

  1. Lendo esse post, percebi como a gente pode ser nocivo sem saber. Parabens, Ane, mais uma vez, vc abrindo os olhos de muitas maes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! A gente nem sempre tem noção do que nossas ações podem significar. bjs

      Excluir
    2. Adorei o post....refleti com ele e vou mudar minhas ações.!

      Excluir
  2. Bem assim filha querida, sempre devemos nos preocupar com o maior legado que poderemos deixar, do qual será determinante para o futuro. Parabéns pela postagem, sábia constatação. Deus nos abençoe. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que sempre há uma chance de mudar... bjs

      Excluir
  3. Oi Ane! Como sempre ótima postagem para nós mamães sempre aprendermos como poderemos ser melhores!!! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Todas nós sempre temos algo bom a compartilhar com outras mamães. Maternando e aprendendo, né?;)
      Bjinhos

      Excluir
  4. Ane obrigada por compartilhar isso conosco. Eu nunca tinha parado pra pensar nisso. E o pior é que nós sempre falamos coisas e depois nos arrependemos,... Bora refletir e mudar..

    Beijossss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, somos todos seres humanos sujeitos á falhas, mas que bom que temos sempre consciência de que precisamos mudar e sempre estamos buscando nos aperfeiçoar como mãe. Isto é amor!!!
      Bjinhos

      Excluir
  5. Oi Anelize! Lindo o seu blog, lindo o seu texto.
    Gosto demais de Augusto Cury, inclusive estou lendo um livro dele que ganhei do meu marido. "Os 10 princípios que Maria usou para educar Jesus." Maravilhoso!
    É preciso manter o controle e o equilíbrio sempre, e quando não der, o importante é se arrepender e tentar corrigir o erro. Somos falhos, imperfeitos, mas o amor vence todas as barreiras. bjs Camila Vaz

    ResponderExcluir
  6. Confesso que tenho preconceito para ler o Cury, mas concordo plenamente com o trecho que você escolheu. A gente erra mesmo, não tem como, o duro é que a gente erra na etapa mais importante do desenvolvimento, que é até os 6 anos, que é quando estamos aprendendo a ser pais também. Por isso sempre precisamos nos apressar pra perceber e corrigir, né? :)

    Obrigado por me lembrar disso com seu post.
    Abs!

    ResponderExcluir
  7. Eu busco que minha filha evite situações onde possa gravar péssimos exemplos... Não dá para evitar tudo, mas lá em casa, minha esposa e eu mantemos o máximo de paz e boa energias. O que for de nocivo fica fora de casa. Os erros haverão, mas podemos evitar muitos outros. :)

    ResponderExcluir

Oi! Obrigada pela visita! Adoramos comentário! Bjs Ane e Malu